Acupuntura: como funciona, benefícios e riscos

Publicado em 03/01/2020
Acupuntura: como funciona, benefícios e riscos

A acupuntura é uma forma de tratamento que envolve a inserção de agulhas muito finas na pele de uma pessoa em pontos específicos do corpo, em várias profundidades. A pesquisa sugere que ela pode ajudar a aliviar a dor e é usada para uma grande variedade de outras queixas. No entanto, de acordo com o Centro Nacional de Saúde Integrativa e Complementar (NCCIH), existem evidências limitadas de sua eficácia em outras áreas que não a dor. Neste artigo, você vai descobrir como a acupuntura funciona, seus benefícios e seus riscos. Confira.

Como a acupuntura funciona cientificamente permanece incerto. Algumas pessoas afirmam que funciona equilibrando a energia vital, enquanto outras acreditam que ela tem um efeito neurológico.

 

A acupuntura permanece controversa entre médicos e cientistas ocidentais.

 

O que é acupuntura?

 

Um acupunturista vai inserir agulhas no corpo de uma pessoa com o objetivo de equilibrar sua energia.

 

Alega-se que isso pode ajudar a aumentar o bem-estar e curar algumas doenças.

 

As condições para as quais é usada incluem diferentes tipos de dor, como dores de cabeça, problemas de pressão arterial e tosse, entre outros problemas.


 

Como funciona?

A medicina tradicional chinesa explica que a saúde é o resultado de um equilíbrio harmonioso dos extremos complementares de "yin" e "yang" da força vital conhecida como "qi", pronunciada "chi". Dizem que a doença é consequência de um desequilíbrio das forças.

 

Explicam que o Qi flui através dos meridianos, ou caminhos, no corpo humano. Esses meridianos e fluxos de energia são acessíveis através de 350 pontos de acupuntura no corpo.

 

Inserir agulhas nesses pontos com combinações apropriadas traz o fluxo de energia de volta ao equilíbrio adequado.

 

Não há provas científicas de que os meridianos ou pontos de acupuntura existam, e é difícil provar o que eles fazem ou não, mas numerosos estudos sugerem que a acupuntura funciona para algumas condições.

 

Alguns especialistas usaram a neurociência para explicar a acupuntura. Os pontos de acupuntura são vistos como locais em que nervos, músculos e tecido conjuntivo podem ser estimulados. 

 

A estimulação aumenta o fluxo sanguíneo e, ao mesmo tempo, desencadeia a atividade dos analgésicos naturais do corpo.

 

É difícil estabelecer investigações usando controles científicos adequados, devido à natureza invasiva da acupuntura. Em um estudo clínico, um grupo teria que passar por um tratamento simulado, ou uma simulação, para que os resultados fossem comparados com os da acupuntura genuína.

 

Alguns estudos concluíram que a acupuntura oferece benefícios semelhantes a de um paciente que fez apenas uma simulação, mas outros indicaram que existem alguns benefícios reais.

 

Usos

 

Pesquisas realizadas na Alemanha mostraram que a acupuntura pode ajudar a aliviar dores de cabeça tensionais e enxaquecas.

 

O NCCIH observa que foi comprovado que ajuda nos casos de:

 

- dor lombar

- dor de pescoço

- osteoartrite

- dor no joelho

- dor de cabeça e enxaqueca

 

Eles listam distúrbios adicionais que podem se beneficiar da acupuntura, mas que requerem confirmação científica adicional.

 

Em 2003, a Organização Mundial da Saúde (OMS) listou uma série de condições nas quais eles afirmam que a acupuntura se mostrou eficaz.

 

Esses incluem:

 

- pressão alta e baixa

- náusea e vômito induzidos por quimioterapia

- algumas condições gástricas, incluindo úlcera péptica

- disenteria

- rinite alérgica

- dor facial

- enjoo matinal

- artrite reumatóide

- entorses

- cotovelo de tenista

- ciática

- dor de dente

- reduzindo o risco de acidente vascular cerebral

 

Outras condições para as quais a OMS afirma que a acupuntura pode ajudar, mas são necessárias mais evidências:

 

- fibromialgia

- neuralgia

- convalescença pós-operatória

- dependência de substância, tabaco e álcool

- dor na coluna

- torcicolo

- demencia vascular

- tosse convulsa

- síndrome de Tourette

 

A OMS também sugere que pode ajudar a tratar uma série de infecções, incluindo algumas infecções do trato urinário e febre hemorrágica epidêmica.

 

Eles apontam, no entanto, que "apenas as autoridades nacionais de saúde podem determinar as doenças, sintomas e condições para os quais o tratamento com acupuntura pode ser recomendado".

 

Benefícios

A acupuntura pode ser benéfica na medida em que:

 

- Se executado corretamente, é seguro.

- Existem muito poucos efeitos colaterais.

- Pode ser efetivamente combinado com outros tratamentos.

- Pode controlar alguns tipos de dor.

- Pode ajudar pacientes para os quais os analgésicos não são adequados.

 

O NCCIH aconselha as pessoas a não usar acupuntura em vez de procurar um profissional de saúde convencional.

 

O que esperar

Segundo a teoria médica tradicional chinesa, os pontos de acupuntura estão localizados nos meridianos, através dos quais a energia vital é executada. Essa energia é conhecida como "qi" ou "chi".

 

Um acupunturista examinará o paciente e avaliará sua condição, inserirá uma ou mais agulhas finas e estéreis e oferecerá conselhos sobre autocuidado ou outras terapias complementares, como ervas chinesas.

 

O paciente será solicitado a se deitar de costas, na frente ou em um lado, dependendo de onde as agulhas serão inseridas. O acupunturista deve usar agulhas descartáveis. 

 

À medida que cada agulha é inserida, o paciente pode sentir uma sensação muito breve de picada ou formigamento.

 

Depois que a agulha é inserida, ocasionalmente há uma dor leve na base da agulha que desaparece. A acupuntura é geralmente relativamente indolor.

 

Às vezes, as agulhas são aquecidas ou estimuladas com eletricidade após a inserção.

 

As agulhas permanecerão no local por 5 a 30 minutos.

 

O número de tratamentos necessários depende do indivíduo. 

 

Uma pessoa com uma condição crônica pode precisar de um a dois tratamentos por semana, durante vários meses. Um problema agudo normalmente melhora após 8 a 12 sessões.


 

Riscos

Todas as terapias têm riscos e também benefícios.

 

Os possíveis riscos da acupuntura são:

 

- É perigoso se um paciente tiver um distúrbio hemorrágico ou tomar anticoagulantes.

- Sangramento, hematomas e dor podem ocorrer nos locais de inserção.

- Agulhas não esterilizadas podem infectar o paciente.

- Em casos raros, uma agulha pode quebrar e danificar um órgão interno.

- Quando inserido profundamente no peito ou na parte superior das costas, existe o risco de colapso do pulmão, mas isso é muito raro.

 

A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) regula agulhas de acupuntura como dispositivos médicos. Sua fabricação e rotulagem precisam atender a certos padrões. As agulhas devem ser estéreis, não tóxicas e rotuladas para uso único, por um profissional licenciado.

 

Como em qualquer terapia complementar, é aconselhável usá-lo juntamente com tratamentos convencionais em casos de doença crônica ou grave.

 

Onde encontrar um acupunturista?

Para encontrar um profissional licenciado, você pode entrar diretamente no site do Ministério da Saúde.

 

Recentemente, a acupuntura foi adicionada ao SUS e já foi realizadas mais de 707 mil atendimentos.

 

Abaixo, listamos alguns lugares recomendados que realizam a acupuntura:

 

Matsuacupuntura - Porto Alegre

 

Instituto Pequim - São Paulo

 

Escultura Doser - Rio de Janeiro